AWS, Google e Microsoft dominam 65% do mercado de computação em nuvem

Amazon, Microsoft e Google dominam 65% do mercado de computação em nuvem

Dados do Synergy Research Group apontam um crescimento de 34% ao ano

A Amazon, Microsoft e o Google receberam 65% dos gastos globais com computação em nuvem no primeiro trimestre de 2022. Com uma receita total de US$ 52,7 bilhões, as três gigantes da tecnologia cresceram 34% enquanto outras empresas cresceram entre 15% ao ano.

É o que diz o Synergy Research Group, com sede nos EUA, que compilou os números dos dados de ganhos do primeiro trimestre e encontrou uma receita total de US$ 191 bilhões em doze meses.

O crescimento mais lento para nuvens menores significa que sua participação de mercado coletiva também está caindo. Os números da Synergy sugerem que, embora os players menores tenham aumentado suas receitas em mais de 150% desde o primeiro trimestre de 2018, sua participação de mercado coletiva caiu de 48% para 36%.

Esse ainda é um mercado em expansão e uma grande oportunidade, mas o analista-chefe da Synergy, John Dinsdale, sugeriu que as nuvens menores agora devem se concentrar em “nichos regionais ou de serviços onde possam se diferenciar dos três grandes”.

Essa quase certamente não é uma mensagem reconfortante para empresas como Oracle e IBM, pois ambas aspiram ser nuvens com serviços completos nos mercados de infraestrutura, nuvem privada e plataforma como serviço.

“Enquanto o nível de competição permanece alto, o mercado de nuvem enorme e em rápido crescimento continua a se unir em torno da Amazon, Microsoft e Google”, observou Dinsdale. “Outros provedores de nuvem simplesmente não conseguem igualar a escala e o alcance geográfico dos três grandes líderes de mercado.”

Envie o Press Release da sua empresa para o Resumo Cloud, acesse nossa página de contatos.

Fonte: TheRegister

Imagem: unsplash




Não há comentários neste post

Adicione a sua sua