Amazon está estudando um plano para aceitar criptomoedas

Amazon está estudando um plano para aceitar criptomoedas

A Amazon hoje não permite que os consumidores paguem com criptomoedas. No entanto, a AWS vende um produto de infraestrutura de tecnologia blockchain

A equipe de pagamentos da Amazon está experimentando deixar clientes usarem criptomoedas para pagar suas ordens. Este é um desenvolvimento que está agitando os mercados de moedas digitais.

Um anúncio de emprego da Amazon publicado online na semana passada busca um “Líder de Produto de Moeda Digital e Blockchain.” Após o relato do Insider sobre a existência da postagem anteriormente, o Bitcoin aumentou perto de US $40.000. As ações da Amazon ganharam cerca de 1% em Nova York às dez da manhã. 

A postagem dizia: “Você aproveitará sua experiência de domínio em Blockchain, razão distribuída, moedas digitais do Banco Central e criptomoeda para desenvolver o caso para os recursos que devem ser desenvolvidos […] Você trabalhará em estreita colaboração com as equipes da Amazon, incluindo a AWS, para desenvolver o roteiro, incluindo a experiência do cliente, estratégia técnica e recursos, bem como a estratégia de lançamento.”

A empresa, em um comunicado feito depois das postagens dos repórteres, disse: “Estamos inspirados pela inovação que está acontecendo no espaço das criptomoedas e estamos explorando como isso poderia ser na Amazon. Acreditamos que o futuro será construído com base em novas tecnologias que permitirão pagamentos modernos, rápidos e baratos e esperamos levar esse futuro aos clientes da Amazon o mais rápido possível”.

A Amazon hoje em dia não permite que os consumidores paguem com criptomoedas. No entanto, a Amazon Web Services (AWS) vende um produto de infraestrutura de tecnologia blockchain.

Em um evento há alguns anos, o atual CEO da Amazon e ex-CEO da AWS, Andy Jassy, afirmou que a empresa estava observando de perto os desenvolvimentos do blockchain, porém mostrou-se um pouco cético sobre a tecnologia.

Andy Jassy, em uma coletiva de imprensa em um evento da empresa em 2017, disse que “Ainda não vemos muitos casos de uso prático para blockchain que sejam muito mais amplos do que usar um livro razão distribuído [..] Não criamos tecnologia porque achamos que ela é legal, só a criamos se acharmos que podemos resolver um problema do cliente e desenvolver esse serviço é a melhor maneira de resolvê-lo.”

Fonte: The Orange County Register 

Imagem: EPA/BGNES




Não há comentários neste post

Adicione a sua sua