Microsoft divulga que disponibilizou o Azure Data Box no Brasil

Microsoft divulga que disponibilizou o Azure Data Box no Brasil

O Azure Data Box utiliza ferramentas de cópia comuns para mover grandes quantidades de dados quando há limitação de tempo, de disponibilidade da rede, etc

A Microsoft, a partir deste mês, vai disponibilizar no Brasil o Azure Data Box, um dispositivo que permite que organizações movam dados para a plataforma de nuvem Microsoft Azure de maneira segura, rápida e econômica. O dispositivo utiliza criptografia e permite o envio de grandes quantidades de dados para a nuvem com segurança. O serviço pode ser utilizado mediante uma taxa fixa.

O Azure Data Box utiliza ferramentas de cópia comuns para mover grandes quantidades de dados quando há limitação de tempo, de disponibilidade da rede ou de custos. Os produtos disponíveis são: o Data Box, um dispositivo robusto, com capacidade para 100 TB, que usa protocolos NAS padrão e ferramentas de cópia comuns, além de apresentar criptografia AES de 256 bits para trânsito mais seguro. O Data Box Disk, um SSD de 8 TB com interface USB/SATA e criptografia de 128 bits feito para ser personalizado de acordo com as necessidades, já que está disponível em pacotes de até cinco para um total de 40 TB.

Após o upload, os dispositivos são limpos de acordo com os padrões da Publicação Especial do NIST 800-88, revisão 1. Além do Brasil, o serviço está disponível nos Estados Unidos, Reino Unido, Europa Ocidental, Japão, Singapura, Coreia do Sul, Índia, África do Sul e Austrália.

Rodolpho Ugolini, gerente de Marketing Azure na Microsoft, afirmou que “O Azure Data Box é um produto robusto, resistente à violação e danos externos, como quedas e explosões, e certamente ajudará as organizações a superarem as barreiras de transferência de dados que dificultam a adoção da nuvem e retardam a inovação”.

Antes, os usuários do Azure importavam dados para a nuvem enviando discos rígidos para seus data centers. Agora, com o dispositivo, é possível utilizar o modelo “Self Managed Shipping”, utilizando um dispositivo robusto e que apresenta um display “e-ink” que funciona como etiqueta de remessa. 

Através do portal Azure o próprio cliente solicita e então retira o dispositivo em um endereço indicado. Os dados podem então ser rapidamente transferidos através da rede local usando protocolos padrão como SMB e CIFS. Após a carga, o dispositivo deve ser devolvido para a Microsoft no endereço designado, para que os dados sejam transferidos para a conta de armazenamento do cliente, automaticamente.

A disponibilização do Azure Data Box está conectada aos esforços do plano Microsoft, o Mais Brasil. Ele tem o objetivo de oferecer serviços de infraestrutura e nuvem híbrida às empresas para contribuir com o seu crescimento e acelerar a inovação digital por meio da expansão da infraestrutura de nuvem no país. 

O produto vem para reforçar a oferta de serviços de Azure no Brasil, em conjunto com a região já existente desde 2014 no país e a Brazil Southeast Region, anunciada em 2020. Lançado em outubro de 2020, o plano é uma iniciativa abrangente com foco em três frentes de atuação: habilitação da economia digital por meio da tecnologia; educação, capacitação profissional e empreendedorismo; e crescimento sustentável e impacto social.

Para mais informações sobre o Azure Data Box, acesse o site da Microsoft, clicando aqui.

Fonte: Microsoft News

Imagem: CNet




Não há comentários neste post

Adicione a sua sua